Pesquisar

Mostrando postagens com marcador fidelidade. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador fidelidade. Mostrar todas as postagens

"Que tal deixar seu blog ainda mais acessível?"

Digite seu endereço de e-mail:



Entregue por FeedBurner

"Aumente a fidelidade de seus leitores"

 




... a " boo-box" 

criou um tutorial que ensina 
a ativar seu Feed, 
 em cerca de 10 minutos."


vide a seguir:




Saiba Como Aumentar a Fidelidade de Seus Leitores




Formato padronizado e famoso entre blogueiros do mundo todo, o RSS, Rich Site Summary ou Really Simple Syndication, funciona com linguagem XML e permite que as publicações sejam compartilhadas rapidamente com seus leitores, através de qualquer ferramenta capaz de entender o formato do documento.
O RSS é 
distribuído através de URLs,  
denominadas Feed,
 e possibilita ao leitor saber em tempo real  
quando a informação de seu interesse é publicada, facilitando a propagação das notícias.

A ferramenta se tornou uma forma de fidelizar leitores, potencializar a viralização do conteúdo e garantir relevância ao blog, pois é possível concentrar as publicações de diversos sites e recebê-las automaticamente, inclusive pelo celular.
A boo-box criou um tutorial 
que ensina a ativar seu Feed, 
em cerca de 10 minutos, 
utilizando 
a plataforma  
WordPress 
e  
Feedburner. 

Que tal deixar seu blog ainda mais acessível?

Pré-requisitos:
  • Blog WordPress instalado em servidor próprio

  • Conta do Google para logar no FeedBurner
1) No menu “Plugins” selecione Adicionar Novo e procure pelo plugin “Featured Image in RSS Featured” criado por Dinesh Karki. Instale e ative em seu WordPress.
*se preferir, faça o download e suba-o pelo FTP através deste link


2) Abra feedburner.google.com e faça login com sua conta Google.



3) Insira a URL do feed atual em seu blog pelo

 “Burn a feed right this instant”.  

Geralmente é nomedosite.com/feed  

e aperte Next.


4) Selecione um título para o Feed e a URL amigável que será utilizada no Feedburner.
5) Agora o seu Feed está ativo através do FeedBurner. Copie o link gerado para algum arquivo de texto, pois ele será útil para os próximos passos. Então, selecione “Next”.
Na tela seguinte, as informações de Clickthrough e I want more é opcional, porém isso será útil para levantar informações sobre sua audiência através do FeedBurner.  
Após sua escolha, clique em “Next”.


6) Clique na aba “Optimize” > SmartFeed e depois em Activate. 

Isso fará com que seu Feed RSS fique compatível com qualquer leitor de RSS.



7) Personalize o Feed adicionando seu logo

Vá em “Feed Image Burner” no menu lateral, 
altere “Image Source” 
para “Specify custom image URL”

e coloque o link do seu logo. 

Após as modificações, clique em “Activate”.



Pronto! 
Agora você tem um Feed  
compatível com a maioria dos leitores RSS
Exemplo:
Adicione o link gerado pelo FeedBurner em seu blog, para que seus visitantes encontrem o RSS 
de forma rápida 
e 
simples, 
como na imagem abaixo:
Agora é aproveitar a ferramenta
sempre publicar conteúdo relevante, 
assim, 
com o RSS, 
você e seus leitores 
estarão conectados a todo o momento. 

 

... por Denis Rodrigues

fonte:
blogboo-box 

 

"A ferramenta RSS, permite a 

 

rápida propagação de 

 

conteúdo e aumento de 

 

relevância aos blogs"



Formato padronizado e famoso entre blogueiros do mundo todo, o RSS, Rich Site Summary ou Realy Simple Syndication, funciona com linguagem XML e permite que as publicações sejam compartilhadas rapidamente com seus leitores, através de qualquer ferramenta capaz de entender o formato do documento.

O RSS é distribuído através de URLs, denominadas Feed, e possibilita ao leitor saber em tempo real quando a informação de seu interesse é publicada, facilitando a propagação das notícias.

A ferramenta se tornou uma forma de fidelizar leitores, potencializar a viralização do conteúdo e garantir relevância ao blog, pois é possível concentrar as publicações de diversos sites e recebê-las automaticamente, inclusive pelo celular.

Digite seu endereço de e-mail:



Entregue por FeedBurner
Share:

Vejamos: "Como são criados os números de cartão de crédito"



Atualizado: 25/07/2013 | Por Felipe Ventura-- Gizmodo

"Como são criados os números de cartão de crédito"

Instituição, 
cliente 
dígito verificador
podem ser encontrados 
em todos os modelos.




Images_of_Money/Flickr
Images_of_Money/Flickr

A série de 16 números na frente do seu cartão de crédito parece aleatória, mas não é: 

..."como toda boa sequência de números, ela foi criada usando um algoritmo."

Na verdade, 

os primeiros números referem-se à bandeira do cartão. 

O seu é Visa? 

Então a sequência começa com 4. 

Se for Mastercard, 


será um número entre 51 e 55; 


se for American Express, será 34 ou 37.

Isso vale para o mundo inteiro, 

e foi definido pelo ISO/IEC 7812 há mais de vinte anos. 

A regra vale também para cartões de débito

Visa Electron e Maestro, 

..."por exemplo,"

 têm um conjunto de sequências que podem usar.

Ela também define que cartões de crédito e débito só podem começar com 3, 4, 5 e 6. 

Se o número do cartão começa com outro dígito, ele tem outro fim: 

..."programa de fidelidade com 

empresas aéreas, 

postos de gasolina, 

lojas e 

outros. 

Confira uma lista com essas finalidades aqui."

OK, mas e o restante do número? 

Funciona assim:


Modificado de Sergio Ortega/Wikimedia



Seis dígitos 
para identificar a 
bandeira do cartão (Visa, Mastercard etc.), 
e mais nove dígitos para identificar você


E o último? 
Por ele, temos que agradecer a um sujeito chamado Hans Peter Luhn. 
Nick Berry, do Data Genetics, explica:

"Você não escolhe esta último dígito: ele é determinístico. "



"A fórmula matemática exata para gerá-lo foi inventada por Hans Peter Luhn, um engenheiro da IBM, em 1954. "



"Originalmente patenteado, o algoritmo está agora no domínio público… ...o algoritmo de Luhn é inteligente na medida em que detecta qualquer erro único (de um único dígito), tal como trocar o 9 por um 6."






O cálculo do dígito verificador é relativamente simples: 
você multiplica o segundo, quarto, …, décimo quarto dígito por 2. 
Depois soma tudo, e adiciona o primeiro, terceiro, quinto, …, décimo quinto dígito. 
Suponha que o resultado deu 67. 
Quanto falta para chegar a um múltiplo de dez? 3. 
Então o dígito verificador é 3.

Esse dígito previne duas coisas:
primeiro, que você erre ao digitar a sequência de números; 
e segundo, 
que hackersgerem números de cartão aleatórios que funcionem.


Modificado de Sergio Ortega/Wikimedia



Mas claro que, para isso, o dígito verificador não é o bastante: 
por isso você precisa digitar o CVV, 
código de três dígitos que fica atrás do cartão. 
Esse código é mais seguro: ele é gerado pela própria instituição, e calculado ao criptografar o número do cartão e sua data de validade.



"Então, sim, o número do seu cartão de crédito recebe mais atenção do que você provavelmente imagina."




fonte:
tecnologia
Share:

Seguir por e-mail

Seguidores

Google+ Followers

arquivo

Google+ Badge

"Alô Negócios !!!…buscas populares"

Alô Negócios !!!…buscas populares