o que √© Biometria? - #Mensagens Diversificadas |MD|ūüíĆ

#Mensagens Diversificadas |MD|ūüíĆ

MD . Mensagens Diversificadas.

Home Top Ad

Pesquisar

o que é Biometria?

. .

Biometria

 Biometria [bio (vida) + metria (medida)] √© o estudo estat√≠stico das caracter√≠sticas f√≠sicas ou comportamentais dos seres vivos.

 

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.




Acesso √† Disney World atrav√©s do reconhecimento da impress√£o digital



 Recentemente este termo tamb√©m foi associado √† medida de caracter√≠sticas f√≠sicas ou comportamentais das pessoas como forma de identific√°-las unicamente. Hoje a biometria √© usada na identifica√ß√£o criminal, controle de acesso, etc. Os sistemas chamados biom√©tricos podem basear o seu funcionamento em caracter√≠sticas de diversas partes do corpo humano, por exemplo: os olhos, a palma da m√£o, as digitais do dedo, a retina ou √≠ris dos olhos. A premissa em que se fundamentam √© a de que cada indiv√≠duo √© √ļnico e possu√≠ caracter√≠sticas f√≠sicas e de comportamento (a voz, a maneira de andar, etc.) distintas, tra√ßos aos quais s√£o caracter√≠sticos de cada ser humano.
Em geral, a identificação por DNA não é considerada, ainda, uma tecnologia biométrica de reconhecimento, principalmente por não ser ainda um processo automatizado(demora algumas horas para se criar uma identificação por DNA). Exigem diversos procedimentos referentes a coleta, identificação entre outros. O que torna o DNA um paradigma de perda de tempo. Não relacionado assim à biometria.

Tipos de biometria

Veja alguns dos principais sistemas de leitura biométrica:
A- Veias: fiabilidade média , difícil de de fraudar, alto custo.
B- Impress√£o digital: Sistema que capta a imagem da 
impress√£o digital com um leitor biom√©trico √≥ptico e 
compara com um banco de dados de imagens com as 
digitais gravadas. M√©todo r√°pido, de alta 
confiabilidade e baixo custo.
C- Reconhecimento da face: menor fiabilidade, r√°pido 
e de baixo custo.
D- Identifica√ß√£o pela √≠ris: muito fi√°vel, imut√°vel com o 
passar dos anos, alto custo.
E- Reconhecimento pela retina: fi√°vel, imut√°vel, leitura 
dif√≠cil e inc√≥moda na medida em que exige que a 
pessoa olhe fixamente para um ponto de luz, alto 
custo
F- Reconhecimento de voz: menos fi√°vel, problemas 
com ru√≠dos no ambiente, problemas por mudan√ßa na 
voz do utilizador devido a gripes ou stress, demora no 
processo de cadastramento e leitura, baixo custo
G- Geometria da m√£o: menos fi√°vel, problemas com 
an√©is, o utilizador precisa de encaixar a m√£o na 
posição correcta, médio custo.
H- Reconhecimento da assinatura: muito fi√°vel, 
algumas assinaturas mudam com o passar do tempo, 
por√©m caracter√≠sticas como press√£o, movimentos 
a√©reos, entre outras s√£o √ļnicas de cada indiv√≠duo, 
tornando extremamente dif√≠cil sua falsifica√ß√£o. 
M√©todo pr√°tico e √°gil, acess√≠vel a todos os p√ļblicos, 
médio custo.
I- Reconhecimento da digitação: pouco fiável, demora
 no cadastramento e leitura, baixo custo
J- Tecnologias futuras: odores e salinidade do corpo 
humano, padr√Ķes das veias por imagens t√©rmicas do 
rosto ou punho, an√°lise de DNA

Processos chave

Os principais componentes de um sistema biométrico são:
  • Captura: aquisi√ß√£o de uma amostra biom√©trica;(ou digital ou a iris do olho)
  •  
  • Extrac√ß√£o: remo√ß√£o da amostra de informa√ß√Ķes √ļnicas do indiv√≠duo, o resultado √© chamado de template;
  •  
  • Compara√ß√£o: compara√ß√£o com a informa√ß√£o armazenada no template.

Reconhecimento da íris

B&w and colour eye.jpg
A √≠ris humana est√° bem protegida e, apesar de ser uma parte do corpo externamente vis√≠vel, √© um componente interno do olho. 
N√£o √© determinada geneticamente e acredita-se que as suas caracter√≠sticas se mantenham durante toda a vida (exceto quando ocorram les√Ķes por acidentes ou opera√ß√Ķes cir√ļrgicas). 
Estas caracter√≠sticas s√£o altamente complexas e √ļnicas (a probabilidade de duas √≠ris serem id√™nticas √© estimada em cerca de 1 em 1078, o que a torna interessante para a identifica√ß√£o biom√©trica).
O processo de reconhecimento come√ßa com a aquisi√ß√£o de uma fotografia da √≠ris tirada sob uma ilumina√ß√£o infra-vermelha. 
Apesar da luz vis√≠vel poder ser utilizada para iluminar o olho, as √≠ris de pigmenta√ß√£o escura revelam maior complexidade quando sob ilumina√ß√£o infra-vermelha. 
A fotografia resultante √© analisada utilizando algoritmosque localizam a √≠ris e extraem a informa√ß√£o necess√°ria para criar uma amostra biom√©trica.

Esta t√©cnica √© relativamente nova e, visto que quase todos os algoritmos de identifica√ß√£o est√£o patenteados, a maior parte dos relat√≥rios e testes tem sido conduzidos de modo muito superficial. 
Aparentemente n√£o foram efectuados testes espec√≠ficos para pessoas cegas ou com defici√™ncias visuais. 
Portanto, as taxas de precis√£o e de aceita√ß√£o at√© ao momento divulgadas tendem a ser baseadas apenas nas an√°lises feitas em pessoas fisicamente capazes de utilizar a tecnologia.
No entanto, nem todas as pessoas cegas e com defici√™ncias visuais ser√£o incapazes de utilizar esta t√©cnica. 
De facto, √© bem poss√≠vel que muitos dos indiv√≠duos possam interagir com o reconhecimento da √≠ris, embora com v√°rios graus de dificuldade diferentes.

Liga√ß√Ķes externas

. .
......................................

Nenhum coment√°rio:

Postar um coment√°rio


Mensagem do formul√°rio de coment√°rio:

Postagem em destaque

Releitura: Pantufas/Chinelos de crochê para adultos, tutorial / receita, veja detalhes +

https://www.youtube.com/watch?v=LtdPAys9xtM LEITORES...SEJA +1 V√ćDEOS APARE√áA NAS B...

mensagens

Post Top Ad